Analisando o Caso – Dor de Cabeça constante!

Pessoal,

a partir de hoje, iremos postar alguns casos fictícios na seção “Análise de Casos” que serão analisados pelos alunos do curso de auriculoterapia, onde teremos a supervisão da Dr. Raquel Terra, a qual, irá debater os casos no BLOG.

Primeiro Caso:

Uma mulher, advogada , 35 anos, chega ao consultório com queixa principal: dor de cabeça ( tempo de evolução 5 meses), a dor é intensa e piora após aborrecimentos. Sintomas que acompanham: mei ke qi, irritabilidade frequente e dor que irradia no hipocôndrio. Sintomas mais antigos( 10 anos): insônia intermitente, pouca sede, distensão abdominal, preocupação intensa e sonolência após o almoço.
obs: a dor de cabeça iniciou quando foi contrada no escritório, possui problemas de dificuldade de relacionamento no trabalho e sente-se frustrada.

Responda: Possível síndrome atual, descreva as possíveis causas de cada sintoma antigo e tratamento. Seleção de pontos e técnica complementar utilizada.
Aguarde a interação da Dr. Raquel Terra.

15 Respostas to “Analisando o Caso – Dor de Cabeça constante!”

  1. Claudia Linhares Says:

    Olá Raquel,
    Segue a minha resposta…..
    Os sintomas mais antigos refere-se a de deficiência de Qi do Baço;
    Os sintomas de deficiência são: O tempo dos sintomas (10 anos) / Insônia intermitente / distensão abdominal / preocupação excessiva / sonolência após almoço.
    Pouca sede pode ser indicio de umidade, umidade é um estado que também prejudica o funcionamento correto do Baço. Já que , como é sabido o Baço não gosta de umidade.

    Os sintomas atuais são causados por uma estagnação do Qi do Fígado e de Xue.
    Pois com o Baço está deficiente, a função de transporte e transformação do Baço não acontece corretamente, o que causa um bloqueio no Qi do fígado e conseqüentemente ocorre uma estase do sangue.
    Os sintomas de estagnação são:
    A dor piora quando se aborrece / Irritabilidade / Mei ke qi que é a sensação de “bolo na garganta”, dor no hipocôndrio.

    Tratamento: Fortalecer o Baço para que consiga funcionar corretamente, e fazer circular o Xue, para acabar com a estagnação do Fígado.

    Terapias:
    Auriculo: Para tonificar o Qi / circular o Xue e drenar a umidade e líquidos
    Ptos: Baço / Fígado / Hipocôndrio / S J / Sub córtex / Endócrino / CCC / Neurastenia.

    Moxa: E-36 tonificar o Qi e Xue
    B-18 para a dor no hipocôndrio / acalmar o shen / regular o Qi e drenar Fígado e VB
    B-21 eliminar a estagnação / tonificar o Qi e o Xue / Distensão abdominal / fortalecer o Baço

    Tuiná: F14 regular a circulação do Qi e ativar o Xue / fortalecer o baço

    Beijos,
    Claudia Linhares

    • Claudia,
      É importante esclarecer que a deficiência de Qi do Baço não causa necessariamente estagnação de Qi do Fígado. Quando esta estagnação ocorre observamos alguns sintomas que são ” responsáveis pela estagnação do Qi”: estilo de vida, alterações emocionais, comportamentos que mantém emoções ” perversas” ..
      Qualquer dúvida envie.

  2. Lenalva Andrade Fiaux Says:

    Classifico esta sindrome como: estagnação de Qi do figado (dor q piora apois aborrecimetos, irritabilidade frequente e dor q irradia no hipocôndrio.)
    Insônia intermitente(desequilibrio entre rim e baço)
    Pouco sede, distenção abdominal, preocupação intensa e sonolência apois o almoço.( deficiência d Qi do baço)
    TRATAMENTO:
    F/VB,R,SJ,END,B,E,ID
    Linha da cefaléia

  3. Oi Raquel,

    depois de muitas leituras e estudos cheguei a uma conclusão quanto a esse caso. Meu primeiro “diagnóstico”. Chique não!!!???
    De início, acredito que a síndrome atual dessa mulher é a estagnação do Qi no Fígado. Esse conclusão resulta da inexistência de agente patógeno externo, ausência de sintomas de frio e calor acompanhados dos sintomas de sentimento de frustração, sensação de bolo na garganta, irritabilidade, dor de cabeça que piora com aborrecimentos e no hipocôndrio.
    Ademais, a síndrome anterior parece uma estagnação do Qi no Baço. Os sintomas que indicam isso são distensão abdominal, preocupação intensa e sonolência após o almoço. E com o tempo essa estagnação acaba por prejudicar a circulação de energia Qi no fígado.
    A fraqueza funcional do baço, por sua vez, também pode trazer umidade interna – o que poderia ser o caso face a pouca sede apresentada pela paciente.
    O tratamento será adiante.
    Bj,
    Esther

  4. Complementando as duas análises do caso clínico:
    1- não existe sintoma de estagnação de sangue, somente de estagnação de Qi do Fígado (dor que irradia/hipocôndrio, mei ke qi, irritabilidade).
    2- a insônia intermitente é causada por deficiência de Qi do Baço e Coração(pensamentos excessivos).
    3- os sintomas de pouca sede , distensão abdominal e sonolência após o almoço são deficiência de Qi do Baço (os líquidos não são distribuidos corretamente, a alteração no metabolismo leva à distensão abdominal)
    Síndrome: Deficiência de Qi do Baço e Estagnação de Qi do Fígado.
    Princípio de tratamento: fortalecer o Baço e circular o Qi do Fígado.

    • Esther,
      Parabéns pelo diagnóstico, o seu raciocínio está correto. Está em uma nova área e evolui bem. Somente não existe estagnação da energia do Baço, este apresenta uma síndrome de deficiência.
      Boa caminhada nesta nova e linda área.

  5. Olá, Raquel. Apesar de vc já ter dado a resposta, responderei (não li toda sua resposta, juro!), pois estamos esperando pela sua tradução )de pelo menos 2 páginas) sobre Qi. 😉

    A síndrome atual é a estagnação de Qi do Fígado, devido aos sintomas: Mei Ke Qi (bolo na garganta), cefaléia com dor intensa que piora após aborrecimentos, dor que irradia para hipocôndrios (devido ao canal do Fígado passar pelos hipocôndrios e garganta), irritabilidade freqüente.

    Sintoma antigo: Deficiência de Qi BP, por causa da insônia intermitente (falta de comunicação entre BP e C – muitos pensamentos, muita atividade mental lesa o Qi do BP), distensão abdominal, preocupação intensa, sonolência após almoço.

    Tratamento para queixa principal: cefaléia + sintomas antigos
    Tuina – B18 (dispersar estagnação Qi F), B15 (acalmar C), F3 (dispersar F), F14 (dispersar F)
    Moxa B20, E36, BP3, VC6, F13, IG11 (tonificar Qi)
    Sa fa hipocôndrios (para estagnação Qi F)
    Auriculo – F / Baço / C / linha da cefaléia / Shen Men / hipocôndrio / San jiao / diafragma / neurastenia área e ponto / CCC
    Alimentação – diminuir ou cessar laticínios (dependendo da gravidade), alimentos crus, alimentos frios/gelados, doces, comer folhas verdes bem escuras, comer raízes, principalmente à noite.
    Falar sobre seus sentimentos – para não estagnar Qi F; fazer exercícios, como caminhadas, correr…

    Acrescentando…
    Apesar de não constar neste quadro clínico, é possível esta paciente ter sintomas de Fígado invadindo BP/E?
    De acordo com nossas aulas, esta paciente, pela deficência do Qi BP poderia apresentar febrícula pela manhã, sudorese espontânea, ausência de sede, constipação (estagnação Qi F + defic. Qi BP) – ora “prende” ora fezes “soltas”; menstruação com ciclo irregular por estagn. Qi F – dor nos seios, hipocôndrio, mei ke qi, sangue de cor escura, com coágulos (Xue já está estagnando).
    Poderia ser?

    Beijos, Henne

  6. Henne,
    Passarei a tradução conforme combinado quando a turma analisar o caso clínico que estou colocando hoje no blog, conforme combinado, lembra? A turma de diagnóstico combinou que todos irão responder o caso clínico e então receberão a tradução com as informações sobre manifestações do Qi.
    Aguardo a resposta do turma.
    Parabéns pela iniciativa.

  7. fernando karate Says:

    olá Raquel, estou concordando com o diagnóstico da Henne, quando ela fala que insônia está relacionada com a deficiencia do qi bp,ou seja, a energia do baço nao está conectada com a energia do coração: a dor de cabeça está relacionada com a estagnação do fígado, faria o mesmo tratamento que ela propôs, mas acrecentaria uma seção de shiatsu com atenção maior na cervical, nos membros e no abdômen.
    Se for possível, gostaria que você mandasse as fotos que mostra as doenças da língua.
    fica aqui o meu abraço e agradecimentos por tudo que tem nos ensinado, um feliz ano novo repleto de energias.

  8. CASO CLÍNICO – TURMA DE DIAGNÓSTICO 2009 / 2o semestre:

    Mulher, 63 anos, trabalho administrativo durante 30 anos. Infância rígida excesso de disciplina. Queixa principal:ansiedade intensa(cerca de 10 anos, porém a cada ano sente-se mais ansiosa). Apresenta insônia inicial, anorexia, oligúria, sente muito calor, constituição magra, apresenta febrícula, pouco suor (algumas vezes sudorese espontânea),
    ovário policístico, fezes amolescidas alternam com ressecadas e constipação, sede sem polidpsia. Sintomas que acompanham: olhos vermelhos, muito prurido, cansaço excessivo, fala desordenada e confusa.
    Perguntas:
    1) fisiopatologia;
    2) causa do cansaço excessivo e da fala desordenado e confusa;
    3) qual mecanismo ocasionou os sintomas: ovário policístico e as fezes alternando amolescidas e ressecadas (constipação);
    4) Possível sindrome:
    5) Princípio de tratamento;
    6) Técnicas complementares , pontos sistêmicos;

  9. Maria Horta Says:

    Tenho 52 anos e sou aluna do 2º ano de MTC , em Lisboa . Ferquento a modalidade de fim de semana. Por acaso , encontrei o vosso blog e estou encantada. Muitos parabens a todos.

    Maria Horta

    • Maria Horta,

      Você já iniciou a disciplina de Semiologia? Como é dividida esta disciplina?
      Quais são os tópicos?
      Caso possa esclarecer gostaria desta informação.
      Grata pela colaboração.

  10. Pega um maçinho de boldo deixa posar no sereno, antes do sol nascer vc pega o boldo, esmaga com um pouco de canela em ramo, toma meio copo, faça isso durante 7 dias, e repita novamente após 7 dias

  11. Wladimir Alves de Castro Says:

    Tenho uma amiga que sofre bastante com a dor de cabeça constante identificada por seus médicos como a síndrome de hort.
    A medicação hoje aplicada é a base de cortizona e também um medicamento utilizado para abaixar a pressão que acredita-se ter em seus componetes algum ingridiente que consegue estabelecer a melhora da dor. (Condiçõa da pressão arterial Normal).
    Obs: Hoje a pessoa precisa inclusive de utilizar oxigênio quando a crise ataca.
    Pergunto existe alguma alternativa nova e ou que procedimentos adotar já que as crises tem sido mais frequentes e a dosagem dos remédios cada vez Maiores?

    Grato
    Parabéns pelas materias do site.

  12. Agmar de Carvalho Quinteiro Says:

    Atualmente estou iniciando meus estudos com foco na MTC e este site tem me ajudado na conclusão dos diagnósticos dos estudos de caso de meus estudos. Parabéns aos colaboradores!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: