ESTUDO DIRIGIDO – TURMA 130201

1) DE ACORDO COM OS CRITÉRIOS DA MEDICINA CHINESA QUAIS SÃO OS FATORES PATÓGENOS (CAUSADORES DE ENFERMIDADE).

2) COMO OS FATORES PATÓGENOS EXÓGENOS CAUSAM ENFERMIDADES? (FISIOPATOLOGIA).

3) COMO OS ZANG (FÍGADO E CORAÇÃO) SE RELACIONAM COM O QI E O SANGUE?

BOM ESTUDO, RESPOSTAS E CORREÇÃO ATÉ A PRÓXIMA SEGUNDA FEIRA (DIA 30 DE SETEMBRO).

13 Respostas to “ESTUDO DIRIGIDO – TURMA 130201”

  1. 1) DE ACORDO COM OS CRITÉRIOS DA MEDICINA CHINESA QUAIS SÃO OS FATORES PATÓGENOS (CAUSADORES DE ENFERMIDADE).
    Fatores endógenos patógeno: emoções
    Fatores exógenos patógenos: Frio, vento, calor.
    2) COMO OS FATORES PATÓGENOS EXÓGENOS CAUSAM ENFERMIDADES? (FISIOPATOLOGIA).
    Quando o Qi patógeno penetra é porque o Zhen Qi esta insuficiente. Quando o Qi antipatogeno e encontra dentro do corpo fortemente estabelecido, o Qi patógeno não pode entrar.
    3) COMO OS ZANG (FÍGADO E CORAÇÃO) SE RELACIONAM COM O QI E O SANGUE?
    O fígado drena e desobstrui o Qi. Armazena o sangue.
    O coração esquenta o Ming Men para transformar a essência em Qi. Controla o impulso e a circulação da sangue.

    • PROFESSORA RAQUEL TERRA Says:

      O OBJETIVO DESTA QUESTÃO QUANTO AO ZANG FU É OBSERVAR COMO ELES SÃO COMPLMENTARES NA RELAÇÃO COM QI E SANGUE…
      VEJA AGORA TODOS ÓRGÃOS ..SUAS RELAÇÕES COM QI E SANGUE…
      MAIS UM PASSO…
      PENSE O QUE NO DIA A DIA PODE SER XIE QI..
      SIGAMOS EM PAZ COM DETERMINAÇÃO..

      • valeria cantarini Says:

        O Xie Qi é uma energia patogena que penetra no organismo e circula pelos canais. Esta energia tambem podem ser os sentimentos, as emoções. O Zheng Qi, a energia encarregada de proteger o organismo, que circula em todos os canais e colaterais enviara o patogeno para o torax, o Dantian Superior para ser eliminado a traves da garganta.

    • valeria cantarini Says:

      O figado tem a função de drenar o Qi, significa que si tem uma estagnação do Qi, e o Fígado não pode drenar, esto ocasionara uma doença, dificultando a circulação fluida do Qi pelo corpo todo.. Quando o Qi do Coração não tem a força suficiente para impulsionar a sangue, ela não circulara corretamente pelos vasos sanguíneos, ocasionando esto uma deficiência de sangue em alguns locais provocando a invasão e a permanência do patógeno.

  2. Eduardo Portela Says:

    1) DE ACORDO COM OS CRITÉRIOS DA MEDICINA CHINESA QUAIS SÃO OS FATORES PATÓGENOS (CAUSADORES DE ENFERMIDADE).

    De acordo com a MTC as desarmonias ocorrem devido a três tipos de fatores: agentes patógenos endógenos, agentes patógenos exógenos, agentes patógenos e não endógenos, não exógenos

    2) COMO OS FATORES PATÓGENOS EXÓGENOS CAUSAM ENFERMIDADES? (FISIOPATOLOGIA).

    Os processos de aparecimento, desenvolvimento e estabelecimento de uma patologia variam continuamente, de acordo com o aumento ou a diminuição da energia patogênica e a energia primordial. Há situações em que a energia primordial não está insuficiente e o corpo tem então uma boa capacidade de resistir à energia patogênica, sendo bom o prognóstico para a recuperação da saúde. Mas existem situações em que a energia vital está diminuída e com pouca capacidade de defesa, o que permite o desenvolvimento da energia patogênica, possibilitando uma piora e levando a morte.
    São seis fatores patógenos exógenos: vento, frio, calor de verão, umidade, secura, fogo. Porém, eles só causam doenças se forem extremos, repentinos ou se a resistência do corpo for baixa.

    3) COMO OS ZANG (FÍGADO E CORAÇÃO) SE RELACIONAM COM O QI E O SANGUE?

    Relação do fígado com o sangue: Quando se diz que o fígado armazena o sangue, significa que o fígado armazena e regula a quantidade de sangue. A função de armazenar sangue indica que o fígado necessita manter uma certa quantidade de sangue no seu interior, como uma maneira de controlar e impedir um repentino ascenso da energia yang. Tem um importante papel também na prevenção dos extravasamentos sanguíneos, por isso, se o fígado não armazena adequadamente o sangue, aparecerão manifestações de uma insuficiência do sangue e de uma excessiva drenagem ascendente de energia yang com perdas sanguíneas. A função do fígado de armazenar o sangue engloba ainda a distribuição quantitativa de sangue para cada parte do organismo e a regulagem da quantidade de sangue periférico. Quando a atividade orgânica está exarcebada ou se está sob excitação emocional, o fígado distribui o sangue que está armazenado, direcionando-o para a periferia e suprindo as necessidades do corpo

    Relação do coração com o sangue: o sangue de todo corpo circula dentro dos vasos e depende da propulsão do coração para percorrer o corpo e poder assim dispersar os nutrientes. Se a energia do coração é plena e abundante, é possível manter a frequência, a força e o ritmo do coração, e o sangue pode circular normalmente dentro dos vasos, num circuito ininterrupto, nutrindo todo o corpo, deixando a pessoa com a face rosada e brilhante e o pulso forte e relaxado. Se a energia do coração é insuficiente, o sangue também é insuficiente e faz seu percurso com dificuldade devido às obstruções ao fluxo sanguíneo.

    Relação do fígado com o QI: O fígado é o órgão mais frequentemente atingido pela estagnação de QI. Como o fígado é responsável pelo fluxo suave da emoção, um QI de fígado estagnado frequentemente resulta em irritabilidade. O fígado drena e desobstrui o QI. O fígado tem a função de manter o Qi movendo-se livremente

    Relação do coração com o QI: O Qi do coração empurra o sangue pelo corpo e consequentemente ajuda a função de transporte do baço. O QI do coração é a função do coração, se o coração está fraco, o QI está fraco. O coração não forma QI, ele aquece o rim para formar o QI. O QI do coração é a força propulsora do batimento cardíaco

    • PROFESSORA RAQUEL TERRA Says:

      ÓTIMA RESPOSTA…
      ACHO QUE VC MODIFICOU MUITO DA PRIMEIRA AULA PARA ESTA RESPOSTA…
      CADA PARÁGRAFO ESTÁ CORRETO.
      QUE BOM QUE ESTÁ SE IDENTIFICANDO COM O PROCESSO COMECE A VER A MEDICINA CHINESA EM TUDO AO SEU REDOR…FARÁ CADA VEZ MAIS SENTIDO.
      BOM TRABALHO.

  3. Aline Coelho Says:

    1) DE ACORDO COM OS CRITÉRIOS DA MEDICINA CHINESA QUAIS SÃO OS FATORES PATÓGENOS (CAUSADORES DE ENFERMIDADE).
    Os fatores patógenos são: Agentes patógenos endógenos são os fatores internos como emoções, alteração na circulação do Zang Fu, Anatomia e fisiologica do organismo humano; Agentes patógenos exógenos são fatores externos como clima, frio, calor, umidade, secura, acidentes naturais e Agentes patógenos não endógenos (hábitos de vida, alimentação, trauma) e não exógenos

    2) COMO OS FATORES PATÓGENOS EXÓGENOS CAUSAM ENFERMIDADES? (FISIOPATOLOGIA).
    As enfermidades são causadas quando os fatores externos, forem extremos,forem repentinos e a resistência do corpo for baixa.

    3)COMO OS ZANG (FÍGADO E CORAÇÃO) SE RELACIONAM COM O QI E O SANGUE
    O Coração é a residência da mente, domina a circulação do sangue e os vasos sanguíneos, controla a circulação de sangue e dos vasos sanguíneos. O Coração impulsiona o sangue para nutrir o corpo, portanto o Qi do Coração determina que o sangue possa fluir pelos vasos sanguíneos. Deficiências do Qi do Coração produzem esgotamento e debilidade de sangue, palpitações. O coração tem a função de impulsionar o Sangue e fazê-lo percorrer os Vasos Sangüíneos, assim, uma boa circulação depende do estado do Qi do Coração. Quando a função do Coração é normal, a língua brilhará rosada e húmida e com bom lustre, o sentido do gosto será normal e a língua movimenta-se livremente. Pelo contrário, as desordens do Coração mostram-se na língua, por exemplo a deficiência do Coração mostrará uma língua pálida, fogo no Coração mostrará a ponta da língua vermelha e com úlceras, Estagnação de sangue mostrará uma língua vermelha-negra com pontos púrpura no corpo da língua
    O Fígado possui a função de armazenar e controlar o volume de sangue, manter o livre fluxo do Qi e controlar os tendões. O Fígado controla o volume de sangue durante as diferentes atividades do corpo e o armazena sangue durante o descanso. E responsável pelo livre movimento e harmonia da energia dos órgãos internos. O carácter normal do Fígado é o movimento livre e não gosta da obstrução, regulando as atividades emocionais, tal como o Coração, o Fígado é responsável pela atividade emocional. Só quando o Qi e o sangue podem circular livremente, a mente ficará relaxada e tranquila, as desarmonias do Fígado são frequentemente acompanhadas de mudanças emocionais, tais como, a depressão mental e a ira.
    O sangue para circular necessita da ação do Fígado para impulsionar o Qi. O Fígado precisa manter o livre fluxo do Qi para prevenir Estagnação do sangue e da energia vital. A falha do Fígado em manter o livre fluxo do Qi e do sangue, produzirá sintomas de rigidez e pressão no peito, dor e sensação de inchaço na região do hipocôndrio e formações de quistos e nódulos.
    O fígado e o Coração se relacionam da seguinte maneira, o Fígado é a mãe do coração, quando o fígado afeta o coração e porque ele parou de nutrir, pois ele quem leva o sangue e energia ao coração. O fígado pode afetar o coração pela vesicula biliar, a vesícula controla a capacidade de tomar decisões, e o coração abriga o shen podendo causar debilidade emocional. O Coração filho do Fígado afeta quando o sangue do Coração estiver deficiente, podendo levar uma deficiência generalizada que afetará o estoque de sangue do Figado causando sintomas de menstruação escassa ou amenorréia

    • PROFESSORA RAQUEL TERRA Says:

      ESTÁ MAIS CLARO APÓS A ÚLTIMA AULA?
      VC PARTICIPOU MAIS!!
      O QUE ENTENDE PELA FRASE QUE ESCREVEU O CORAÇÃO CONTROLA A MENTE?
      FAVOR EXPLICAR NA SEGUNDA TERÃO MAIS PERGUNTAS E GOSTARIA PRIMEIRO DE VERIFICAR ESTA QUESTÃO …MENTE?
      AGUARDO, LEIA.
      UM ABRAÇO.

      • O Coração abriga a mente (shen) que rege a consciência do individuo, a mente tranquila depende da abundância de sangue e do equilíbrio dos demais órgãos (principalmente do fígado) e também das emoções, que são geradas por nossos sentimentos.
        A preocupação, excesso de pensamentos e a ansiedade também perturbam a mente, dificultando a formação de sangue e o fluxo de energia do coração, resultando em insônia. Portanto, desordens físicas no coração desencadeiam ansiedade e o sentimento de ansiedade lesa as funções do coração.
        O fígado armazena o sangue, regula a mente e o humor, suaviza e regular o fluxo de energia vital e o sangue, quando a função do fígado é normal o corpo coordena bem as atividades mentais e morais, indicando felicidade e bem estar, mas quando o fígado não executa a sua função, falha em coordenar suas atividades mentais causa depressão, ansiedade. Em excesso causam estado de excitação como desasossego da mente, tontura, insonia

  4. Regina Marques Says:

    I) Fatores patógenos, segundo a Medicina Chinesa:
    Na MC saúde e doença são apenas duas manifestações diferentes da energia Qi. Saúde: Yin e Yang em harmonia, 5 Movimentos gerando-se e controlando-se e todos os aspectos físicos funcionando em consonância com o psiquismo. Enfermidades: é o produto das influências que perturbam a harmonia e o equilíbrio de todo o sistema de energia. Muitas vezes, alterações e desarmonias se instalam e permanecem encubadas durante muitos anos antes de se manifestarem. Os sintomas na MC são compreendidos dentro de um processo global, com manifestações nos aspectos mental e físico, expressões do Qi. que são tratados simultaneamente. Nosso corpo tem uma grande capacidade de manter-se em equilíbrio e com o meio exterior, além de também resistir, fator antipatogênico (Zheng Qi), aos fatores patogênicos (Xie Qi). que rompem seu equilíbrio.
    Os fatores patogênicos se dividem em três grupos:
    1) Fatores externos/exógenos (Way Yin): Vento (Feng), Frio (Han), Calor de Verão (Shu), Umidade (Shi), Secura (Zao) e Fogo (huo) / Calor (Re). Nosso corpo ajusta suas funções constantemente para adaptar-se às mudanças climáticas. Quando essas mudanças ocorrem de maneira anormal ou de forma que nosso corpo não tem a possibilidade de adaptar-se, aparece uma enfermidade. Esses fatores podem penetrar pela boca, nariz ou pele. Cada um dos fatores citado lesa um componente do corpo: Yin ou Yang, gerando as doenças de Frio (excesso de Yin ou deficiência de Yang) ou Calor (excesso de yang ou deficiência de Yin). É bastante comum que uma doença de calor se transforme em uma de Frio, e vice-versa. Os fatores também podem combinar-se entre si.
    2) Fatores internos (Nei Yin): Irritabilidade (Nu) Raiva-Fígado, Euforia (Xi) Ira-Coração, Pensamento obsessivo e Preocupação-Baço, Tristeza (You) Melancolia-Pulmão, Medo e Susto (Kong)-Rim. Esses fatores são a resposta fisiológica da pessoas aos estímulos ambientais, que em circunstâncias normais não causam enfermidades. Uma emoção é uma emoção, não é boa ou ruim. Bom ou ruim é o modo como o indivíduo vivencia esta emoção: utilizando-a de uma forma produtiva e construtiva em seu processo ou estagnando em uma delas, sem conseguir transformá-la em algo positivo. Se o estímulo for excessivo ou persistente, ou se o indivíduo es sensível aos estímulos emocionais, pode ocorrer mudanças drásticas e persistentes que podem conduzir à enfermidade. E, então, essas emoções podem lesar os órgãos da mesma forma que órgão em desarmonia pode mobilizar as emoções negativamente. O grande benefício do tratamento com a MC é a possibilidade de tratar tanto o físico quanto o emocional ao mesmo tempo, sem importar tanto quem levou quem a ficar doente, tratando-se um, trata-se o outro.
    3) Fatores Nem Internos Nem Externos (Bu Nei Wai Yin): Alimentação (Yin Shi Bu Jie), Excesso de atividade (Guo Lao), Lesão externa (Wai Shang), Parasitas (Zhu Chong), tratamento inapropriado (Wu Zhi) e Insuficiência Congêntia (xian Tian Bu Zu).

    II) Como os fatores patogênicos exógenos causam enfermidades?
    Fatores externos/exógenos (Way Yin): Vento (Feng), Frio (Han), Calor de Verão (Shu), Umidade (Shi), Secura (Zao) e Fogo (huo) / Calor (Re). Nosso corpo ajusta suas funções constantemente para adaptar-se às mudanças climáticas. Quando essas mudanças ocorrem de maneira anormal ou de forma que nosso corpo não tem a possibilidade de adaptar-se, aparece uma enfermidade. Esses fatores podem penetrar pela boca, nariz ou pele. Os fatores podem afetar isoladamente ou combinar-se entre si. A invasão da região superficial do corpo por fatores patógenos exógenos resulta condições patológicas chamadas síndromes marcadas por um início súbito, com sintomas de curta duração. Cada um dos fatores citados acima lesa um componente do corpo: Yin ou Yang, gerando, por exemplo, as doenças de Frio (excesso de Yin ou deficiência de Yang) ou Calor (excesso de yang ou deficiência de Yin). É bastante comum que uma doença de calor se transforme em uma de Frio, e vice-versa. As manifestações principais são: intolerência ao frio ou ao vento, febre, revestimento delgado na língua e pulso superficial, acompanhados de cefaleia, dor generalizada, tosse ou obstrução nasal.
    – Vento: ocorre principalmente na primavera, é o mais frequente dos fatores exógenos e favorece a entrada de outros fatores. É Yang, se caracteriza por dispersão para cima e para fora, provocando a perversão do Qi para o alto. Atinge a parte superior do corpo, invadindo-o depois da transpiração ou durante o sono, debilitando a capacidade defensiva do organismo e causando um enfraquecimento na abertura e fechamento dos poros da superfície do corpo. Possíveis sintomas: dor de cabeça, obstrução nasal, dor ou prurido na garganta, edema no rosto, aversão ao vento e transpiração anormal, febrícula com calafrio. Como o ataque do vento é variado e rápido, o início da doença é abrupto, de evolução rápida, e os sintomas são migratórios e mudam rápida e constantemente. Caracteriza-se por tontura, vertigem, tremor, convulsões, espasmos musculares, tiquesm torcicolos e opistótonos (espasmos acentuados da nuca e do dorso, que fazem com que o corpo tome uma posição arqueada com apoio nos calcanhares e na cabeça).
    – Frio: é o Qi predominante do inverno, é um fator patógeno yin que debilita o Yang do corpo, o excesso de Yin consome o Yang, que perde sua função de promover o calor no corpo. Pode afetar pessoas que no frio não se agasalham, se expõem à chuva, andam na água fria ou se expõem ao frio depois de transpirar, Manifestações: calafrio, aversão ao frio, febre moderada, extremidades frias, palidez, diarreias com alimentos não digeridos, urina clara e abundante. A contração do frio origina enfermidades com sintomas de dor do tipo frio, por ex.: dor fria na região epigástrica e abdominal ou membros frios com restrição de movimentos e edemas nas extremidades. O frio pode também produzir contração, enfraquecimento e o fechamento dos poros com manifestações de aversão ao frio sem ou pouca sudorese, contração espasmódica dos tendões e canais de energia, além de prejuízo da circulação de Qi e Xue. Também fazem parte da síndrome: preferência por estar agasalhado e encolhido, palidez cutânea, dores de posição fixa, preferência por comidas quentes, sintomas que agravam-se com o frio e são aliviados com o calor.
    – Calor de Verão: devido a temperaturas elevadas, exposição exacerbada ao sol ou permanecer em lugares pouco ventilados. É um fator Yang que se dispersa facilmente, de forma aguda e que consome Qi e Yin – lesando o Zang Fu, como no caso do Estômago (vômito seco, sensação de queimação) que tem facilidade de lesar o Yin-, além de poder perturbar a mente – pode perturbar o coração, provocando palpitação, insônia, intranquilidade, irritabilidade e ansiedade. As funções orgânicas ficam aceleradas, respiração apresenta-se curta, breve e rápida, podendo ocorrer febre. Pode causar sudorese excessiva (espontânea ou não), sede com vontade de beber, lassitude e pouca urina e concentrada – de cor amarela escura com cheiro forte, diarreia quente e fétida, cefaleia, dor de garganta e odontalgia, olhos vermelhos, vertigem e visão embaçada. Em casos graves, pode apresentar febre alta, inquietude, pele vermelha e seca, delírio ou coma. Também fazem parte da síndrome: dores superficiais, pulso superficial, rápido, e forte (excesso) língua vermelha vivo – em casos graves rachada, saburra fina, boca, garganta e língua secas, sabor amargo, mucosas com sensação de ardor e irritadas (boca, vagina, ânus e nariz), secreções e excreções grossas, espessas, escassas, escuras e concentradas. sensação de calor e aversão ao calor, podendo existir aversão ao vento, preferência por temperaturas, alimentos e bebidas frias. Os sintomas se agravam com o calor e aliviam-se com o frio.
    -Umidade: ocorre na chamada estação verão tardio, período entre o verão e o outono, estação quente e chuvosa com umidade abundante, o Qi predominante é, portanto, o do final de verão. Nesta época ocorrem muitas doenças por invasão de umidade patogênica. Também podem ocorrer pelas condições de moradia em lugares úmidos, usar roupas úmidas, contato do suor com a umidade que penetra, exposições frequentes a chuvas. É um fator patogênico Yin que consome o Yang e facilita a lentidão, a restrição, o retardo e a obstrução do Qi e do Jing Ye. O enfraquecimento do Yang do Baço pela umidade patogênica, leva a disfunç~so do transporte e dispersão de Qi, Xue, Jing Ye, letargia e lassitude. Afecção de instalação aguda, sendo que os transtornos aparecem depois de exposição a umidade, afetando primeiro a parte inferior do corpo. Sintomas: mais frequentes na superfície do corpo, músculos, canais e colaterais (dores articulares e em todo o corpo, embora também possa afetar o Zang Fu), sensação de opressão e peso na cabeça – como se estivesse enrolada em uma toalha molhada ou apertada-, peso no corpo como se estivesse carregando uma carga pesada, sensação de peso nas articulações e extremidades, acompanhada de cansaço geral, sensação de plenitude, empanturramento na região epigástrica, distensão epigástrica e do abdômen, opressão torácica, náuseas e vômitos, gosto doce na boca com sensação pegajosa. Pode haver excreções túrbidas no corpo como nas lesões cutâneas, no eczema úmido, na leucorreia purulenta, profusa e com odor fétido. Também fazem parte da síndrome: língua pálida, grossa ou obesa, com revestimento fino e delgado, pulso mole e escorregadio, aversão à umidade, anorexia, dispepsia, urina reduzida e turva, polaciúria, fezes soltas, viscosas, com muco e até com sangue, difíceis de serem excretadas, edemas, viscosidade em geral, estagnações, revestimentos pegajosos, persistentes e brandos. Como a umidade é viscosa a enfermidade dura muito, é cronica e difícil de ser tratada, curada e se caracteriza por ser fixa.
    -Secura: acontecem geralmente no outono quando não chove e o clima está seco. Fator patogênico Yang que consome o jing Ye, fluídos do corpo e lesa o Yin, fator menos frequente, especialmente em climas tropicais. Tende a transformar-se em calor Ela consome líquidos yin, prejudicando a função do pulmão, falta de umidade que prejudica a função de dispersão e de descendência do pulmão.. Manifestações clínicas: sede com boca excessivamente seca, pele, boca e nariz secos, dor e secura na garganta, tosse seca com pouco catarro e necessidade subjetiva de expectorar ou com esputo pegajoso escasso ou sangrento e sensação de incomodo durante a respiração, língua fissurada com saburra seca, pele rugosa, seca e fissurada, pelos do corpo secos e quebradiços, aparição secundária de sinais de calor (vermelhidão, febre e sensação de calor), constipação, micção reduzida, perda de peso relativamente rápida, pouca transpiração, olhos vermelhos ou com sensação de “dificuldadepara abrir e fechar”
    -Fogo/Calor: causado por excesso de Yang Qi, que pode se transformar em fogo, frequentemente ocorre no verão. Fogo e calor variam em intensidade, dos dois o fogo é o mais severo, contudo eles compartilham de características semelhantes. a invasão do calor produz vento e perturbação do sangue. Como é um fator Yang, que se caracteriza por queimar e ter direção para cima, os sintomas são semelhantes aos provocados pelo calor, mas mais exagerados. Se o fogo patogênico perturbar a mente: inquietude, insônia , mania, excitação emocional e coma ou delírio. O excesso de calor esgota o Yin do fígado e causa má nutrição dos tendões e canais, assim empurra para o alto o vento do fígado provocando sintomas como: convulsão dos quatro membros, rigidez do pescoço, opistótono e olhar fixo para cima. Estes sintomas são conhecidos como: calor extremo agitando o vento para cima. Pode também consumir o fluido Jin e forçá-lo para o exterior do corpo, causando insuficiência de fluido corpóreo: febre muito alta, pode haver sede com desejo de beber, lábios e garganta seca, constipação e urina escassa, amarela escura. Outras manifestações: inquietude, transpiração, úlceras na boca e na língua, língua espinhosa, pulso amplo, forte e muito rápido, porque perturba e acelera a circulação do sangue, gengivas inflamadas e doloridas, cefaleias, congestão nos olhos, secreções densas, espessas ou de cor muito intensa e fétidas, Em casos severos o sangue é forçado para fora dos vasos: hemorragia: hematêmese, hemoptise, melena, metrorragia. Menorragia, epistaxe, petéquia, equimose, hematúria. Pode permanecer no corpo, apodrecer o sangue, enterrar-se na carne, sintomas: hiperemia, erupções cutâneas, ulcerações da pele, aftas bucais , abscesso, furúnculos e carbúnculos, além de coma, delírio, convulsão e rigidez na nuca.

    III) Relação dos Zang Fígado e Coração com o Qi e com o sangue:
    O fígado comanda/distribui o fluxo suave do qi por todo o corpo, O Nei Jing refere-se ao fígado como um general no exército, coordenando o movimento das tropas. Quando o fígado funciona suavemente, a atividade física e emocional por todo o corpo também ocorre suavemente. Porém, qualquer desequilíbrio em suas funções geralmente afeta outro órgão, ou seja, quando a habilidade do fígado de disseminar o qi suavemente por todo o corpo é prejudicada devido a estresse ou opções de estilo de vida, o qi do fígado pode se tornar estagnado ou hiperativo, causando danos em outros órgãos, como pulmões, estômago e baço. Geralmente, problemas relacionados ao estresse, como síndrome do intestino irritável ou indigestão, podem ser tratados com sucesso trabalhando-se a “suavização do qi do fígado”.
    A estagnação do fluxo do qi do fígado frequentemente desequilibra o fluxo emocional, produzindo sentimentos de frustração e ira, irritabilidade, sensação de aperto no peito e, nas mulheres, sintoma de tensão pré-menstrual. Contrariamente, essas mesmas emoções podem levar a uma disfunção no fígado, resultando em um ciclo interminável de causa e efeito.
    O Fígado armazena o sangue, quando este não está sendo usado para atividade física. Esses períodos de descanso contribuem para os processos restauradores do corpo. Durante o exercício, o sangue é liberado para nutrir tendões e músculos.
    Quando o fígado está desequilibrado, os seguintes sintomas podem ocorrer: visão fraca ou borrada, problemas emocionais, dor ou sensação de estufamento nas costelas, desordens digestivas, vertigem, cefaleia, cólicas, problemas nos tendões, problemas menstruais, icterícia. O fígado também mantém o suprimento de sangue adequado e regula o período e conforto da menstruação. Quaisquer disfunções no ciclo menstrual são quase sempre tratadas regulando-se o sangue do fígado, qi ou yin. Quando o sangue do fígado está deficiente, sintomas como olhos e pele secos, palidez e falta de menstruação podem ocorrer.

    O Coração impulsiona o Qi. Deficiência do qi do coração: as palpitações são o sintoma-chave neste padrão de deficiência. Outros sintomas são: sudorese espontânea (sudorese sem esforço ou superaquecimento), fadiga física e mental, depressão, rosto pálido e pulso fraco, especialmente na área do coração – pulso esquerdo. Esse padrão pode corresponder à fadiga crônica, neurastenia (fraqueza física e mental crônica), ou doenças cardíacas envolvendo músculos, válvulas ou vasos. O princípio do tratamento para essa deficiência é tonificar o qi do coração com tônicos de qi padrão como o ginseng (ren shen), juntamente com ervas que agem especificamente sobre o coração, como a schizandra (wu wei zi) e a biota (bai zi ren).
    O Yang do Coração desce e transforma o Yang do Rim (Qi original) em Yin do Rim (Essência), que gera a medula, que juntamente com o Qi do alimento (Ba e E), gera o sangue. Sua função na Medicina Tradicional Chinesa equivale à sua função anatômica ocidental de bombear sangue por todo o corpo para manter a vida,
    O coração controla o sangue e os vasos sanguíneos. Quando o coração está saudável, ele bombeia sangue vigorosamente através dos vasos para todas as partes do corpo, nutrindo os órgãos e mantendo a vitalidade. Uma deficiência nessa função pode aparecer como complexão pálida, mãos e pés gelados, palpitações, insônia e distúrbios emocionais. Quando o sangue do coração está deficiente, os sintomas de memória fraca, depressão e tendência de estar “longe” ou “nas nuvens” podem surgir.

    • PROFESSORA RAQUEL TERRA Says:

      O QUE FAZ O TRABALHO VALER A PENA E VER A EVOLUÇÃO DE VCS ..AS MODIFICAÇÕES!!!!
      .MUITO OBRIGADA POR ESTE PRESENTE….NÃO É SOMENTE PELO TAMANHO DA RESPOSTA, MAS PELO EMPENHO DE CADA LINHA!!!!!
      PROCURE OBSERVAR BASTANTE AGORA O QUE É EXCESSO E DEFICIÊNCIA …QUAIS SINTOMAS SÃO INDICATIVOS DE CHEIO OU DE VAZIO!!
      ESTA É UMA DÚVIDA QUE APARECE NESTE MOMENTO DO CRESCIMENTO.
      UM FORTE E TERNO ABRAÇO…
      até a próxima segunda.

      • Regina Marques Says:

        Profa. Raquel,
        Muito obrigada pelo feedback positivo. Suas sugestões de vermos em nossa realidade a teoria que estudamos são valiosas.
        Um beijo,
        Regina Marques

  5. Carla Renata Says:

    1- De acordo com os critérios da medicina chinesa os fatores patógenos causadores de enfermidades são agente patógenos endógenos, agente patógenos exógenos e agente patógenos não endógenos e não exógenos.
    2-Como os fatores patógenos e exógenos causam enfermidades?
    Quando os fatores forem extremos, forem repetitivos e a resistência do corpo for baixa.
    3-Como os zang(figado e coração) se relacionam com o qi e o sangue.
    O figado tem a função de armazenar sangue e regular sua quantidade .Quando o corpo humano humano está em num estado de descanso ou sono, necessita de menos sangue , e a maioria do sangue fica armazenado no figado.Mas quando está executando esforço físico ou trabalhando , a quantidade de sangue tem que ser aumentada.O figado expelirá o sangue que acumulou, satisfazendo a necessidade das atividades do corpo.
    O coração está ligado com os vasos sanguíneos para formar um sistema fechado .
    O coração bate continuamente para impelir o sangue a fluir e circular dentro dos vasos sanguíneos através do corpo.
    Somente quando o Qi do coração é suficiente é , o coração pode manter a força normal , a frequência e o rítmo .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: